segunda-feira, março 26, 2007

Parabéns a Você?.... FCSH

29 Anos Idade “para ter Juízo”???
Caros colegas, quando me foi pedido para escrever a felicitar a FCSH pelo o seu aniversário, no dia 14 Março, não pude recusar, pois tenho a obrigação de aproveitar esta oportunidade cronológica e fazer uma exposição do descontentamento dos alunos de CPRI e dos membros do NECPRI.

Ao receber o convite do Senhor Director, não consegui deixar de ter um pensamento de indignação, que foi unânime entre os meus colegas. Vamos festejar o quê? Tentei ir, à festa, a conferência presidida pelo Senhor Professor João Sáàgua mas a sala estava cheia, o que já seria de esperar pela miudeza dos auditórios.

Por pertencer ao Núcleo de estudantes de um curso tão prestigiado como o CPRI, mas que não tem uma sala para reuniões ou um simples cacifo para arrumações, deixei-me levar pela irritação, e pensei o que deve o Senhor Professor estar a discursar?
Talvez um pedido de desculpas aos alunos e professores pelas salas sem condições? Pela constante inundação da torre que dá acesso aos auditórios 001 e 002? (por sinal a onde os alunos de CPRI tem mais aulas), pela falta de material de boa qualidade necessário às salas de aulas? Pelas péssimas condições que todas as salas de aulas se encontram? (sujas, com cadeiras e mesas partidas, uma terrivel acústica ), pela pequenez dos departamentos? Pela má manutenção das casas de banho? Pela falta de uma sala de Estudos?
A sala de Estudos, é o que mais reivindicam os alunos, pois daria uma nova concepção da faculdade (inspirada no modelo anglo-saxónico que aquele processo de Bolonha nos tanto pede para alcançarmos), rompendo com o quotidiano de acabar as aulas e ir para casa, a sala de Estudo seria uma oportunidade para os alunos se reunirem depois das aulas e promover tertúlias conhecendo-se melhor, para os trabalhos de grupo (na qual a biblioteca não tem condições de abranger) ou até mesmo um local para se ler os jornais nacionais/internacionais que a faculdade também devia fornecer.

E depois desta tentativa de ouvir o senhor Director, a caminho da esplanada amarela, perguntei ao um colega: “Quantos anos é mesmo que a faculdade faz?” este respondeu com um sorriso irónico: “29 Idade para ter Juízo”!


Muitos Anos de Vida???
Entende-se que nem tudo está ao alcance da direcção da FCSH e que esta tenha dificuldade em labutar pela instituição, quando o Senhor Ministro Mariano Gago afirma que existem imensas despesas no Ensino Superior e que as Universidades têm de obter receitas através das propinas e dos projectos que desenvolvem!!! (não podendo deixar de descrever a maravilhosa resposta do Senhor Professor Adriano Moreira: “sinto grande incomodo em que o ensino superior seja discutido numa lógica de cultura das despesas (…) as despesas com o ensino e investigação são despesas de soberania.”)
E assim aumentam-se as nossas propinas, retiram-se as ajudas aos alunos bolseiros, aumentam-se o preço da comida, o preço das melhorias de notas, das inscrições etc… mas a pouca qualidade mantem-se e pelos vistos por Muitos Anos de Vida.




Nesta Data Querida???
Por mais espantoso que parece (ou não) a semana de aniversário da faculdade esteve recheada de desorganização.

Para além da habitual confusão de horários, este semestre a mudança da hora em algumas disciplinas foi tardia e sem justificação ou aviso prévio, no primeiro dia de aulas os alunos de CPRI tiveram de refazer as suas vidas, alguns estudantes no seu último ano, irão ter aulas práticas sobrepostas….
E agora, qual será a solução? Mais uma vez recai sobre os alunos!!! Nada a que não estejamos habituados!!!

Outra situação desagradável e pelos vistos contínua é a troca da sala de aula sem aviso aos alunos e pior sem advertência dos docentes, quando na terça-feira (dia 13 Março) de manhã, os alunos de CPRI se dirigiam para a sala de aula assinalada no horário. Foi notório que a auditório já estava ocupado pelo Professor que fala na televisão, pois este deixou claro que tinha 80 alunos, muito mais que aqueles que iram frequentar a nossa disciplina, então fomos encaminhados para uma nova sala que por acaso também já estava ocupada, mas à terceira tentativa lá conseguimos um espaço, só que estava ao lado de um recinto em obras com um ruído insuportável, talvez idêntico aquele estrompido que a PIDE utilizava nas suas famosas torturas.
Na aula seguinte, com o mesmo docente, advinhem o que aconteceu? Sim a sala indicada no horário já estava ocupada. E na semana seguinte na mesma disciplina, com o mesmo docente? A sala indicada no horário já estava ocupada, e para a próxima semana??? O Professor Doutor, que por acaso, tem bastante relevância no nosso departamento tem sido muito condescendente com esta situação mas não deixa de ser uma falta de respeito.

Muitas Felicidades!!!

Por mais insatisfeitos que possamos estar, o NECPRI não pode deixar advertir a verdadeira razão que a FCSH tem para festejar:
A formação científica, que mantêm o verdadeiro espírito de pluralismo e sabedoria dos fundadores da faculdade.

Margarida B. M. M.








6 comentários:

InuitteSelenitta disse...

Como ex-aluna da fcsh e de cpri e consciente das dificuldades com k, ainda no ano passado as aulas e a vida académica decorriam, muito me espanta este post pelo simples facto de nada ter aparentemente mudado e até pelo contrário, piorado.

A UNL tem realmente mt prestigio, a FCSH igualmente. Mas por amor ao santo! Já era hora de estimarem os alunos k têm... e claro, honrar o pestigio que tem.

Não consigo perceber como uma faculdade deste gabarito tem estas condições!!

Por favor, mexam-se e façam qualquer coisa, pelo menos ao Dep. de Estudos Politicos!!

Cumprimentos a todos :)

Anónimo disse...

Penso que o comentario tem toda a pertinencia e que é apludido pela grande maioria dos alunos,enquanto aluna da FCSH penso que todos nós deveriamos unir-nos para pressionar a uma verdadeira reforma por parte de quem compete faze-la. parabens pelo "Parabens a você"

Anónimo disse...

As tuas intenções serão nobres, mas o tom é demasiado exaltado. E atenção aos erros, que parecem mais fruto de precipitação do que outra coisa. Por fim, que referência descabida à PIDE é essa?

sandra disse...

Faço minhas as tuas palavras.Enqto n houver sensibili/d p/ parte das entidads para certos problemas q persistem,vai ser dificil termos as condições a q temos direito.Até lá,vams continuar a ter auls práticas no últ ano sobrepostas, em auditórios repletos d ácaros e casasDbanho ond os lavatórios(sobretd B1)n vêem lixivia á anos.

s. disse...

A única coisa descabida é a faculdade encontrar-s nas condiçoes em q está,isso simdeve estar em relevo, bem como a intençao da mensagem que é a voz de grande parte dos alunos desta instituiçao tao prestigiada..e tao mal cuidada..

Anónimo disse...

É lamentável como em 29 anos o espaço académico não foi evoluindo com a mesma velocidade do estilo de vida da nossa sociedade. A educação parece que está sempre relegada para 2º plano no que toca a fazer investimentos sérios, no que toca a arranjar mais um alvo de extorsão financeira às famílias, então todos olham para as propinas e a tendência é sempre a subir! As fotografias explicitam muito o estado a que, especificamente, os alunos de CPRI se sujeitam. Creio que isto seja um ciclo vicioso: quanto menor for o exemplo vindo de cima, menos somos tentados a ter estima pelo que é nosso. Isso não deve ser um motivo para desistirmos, muito pelo contrário! Um dos aspectos que lamento sinceramente é o facto de neste espaço poucos cartazes se afixarem nas paredes, em concreto, acerca do nosso curso. Há tanto seminário e evento pelo país fora que gostaríamos de ter conhecimento e cuja informação escasseia. Assim se denota falta de incentivo a participar na grande parte das oportunidades que acabamos por desperdiçar. Nem tudo é negativo, está claro, mas é sempre um ponto de partida reconhecer as fraquezas com que nos deparamos diariamente.