terça-feira, abril 15, 2008

Livro do Mês de Março: "A doença do Islão" - Abdelwahab Meddeb


Espero que desculpem, mas o Livro do mês de Março vem um pouco atrasado. Esta iniciativa do NECPRI tem sido mobilizada por alguns alunos de outras faculdades. Apresentamos um tema polémico e mediático - O Islão, mas desta vez visto, não por uma visão ocidental, mas sim numa perspectiva intrínseca da sua cultura por Abdelwahab Meddeb. Agradecemos á Dr. Filipa Saudade e Silva, aluna do Mestrado Relações Internacionais: Segurança e Defesa, no Instituto de Estudos Políticos, na Universidade Católica Portuguesa, quem tem sido sempre prestável ao NECPRI.


« Se o fanatismo foi a doença do cristianismo,
se o nazismo foi a doença da Alemanha,
é seguro que o integrismo é a doença do Islão. »



Abdelwahab Meddeb

Este é o mote da obra de Abdelwahab Meddeb, escritor e poeta tunisino(*), dedicada ao Islão. Escrita no rescaldo do 11 de Setembro, não se trata de mais uma obra oportunista sobre o terrorismo islâmico, redutora como tantas outras que encheram o mercado no pós-11/09.
O Islão é aqui apresentado por alguém que o conhece de perto, o estuda e professa, conduzindo-nos às suas raízes, de modo a descobrir que Islão é este que leva fieis em todo o mundo a matarem e a morrerem em nome de um Deus.
Apesar da matriz marcadamente francesa, penso que esta deve constituir uma obra de referência e uma boa base para todos aqueles que procuram conhecer e compreender o Islão e sobretudo a sua matriz radical: o islamismo.



Aqui fica a sugestão e para quem ficou curioso aconselho mesmo a leitura da obra.
"A doença do Islão" por Abdelwahab Meddeb encontra-se publicada em Portugal desde 2005 pela Relógio D’Água.

(*) Nascido em Tunes, vive agora em Paris onde é director da revista internacional Dédale, ensina Literatura Comparada na Universidade de Paris X Nanterre. É autor de uma dezena de obras e de numerosos artigos publicados na Esprit, Communication, Dédale, coordena a emissão «Cultures d’islam», na France Culture.


Dr. Filipa Saudade e Silva
Aluna do Mestrado de Relações Internacionais: Segurança e Defesa, no Instituto de Estudos Políticos, na Universidade Católica Portuguesas

3 comentários:

Anónimo disse...

É esta a desconsideração à qual se chegou no NECPRI: esqueçam os alunos da Nova, promovam os alunos de outras Universidades. Fica pois aqui uma sugestão para um novo visual: «Blog do Núcleo de Estudos de Ciência Política e Relações Internacionais da Universidade Católica Portuguesa».

necpri disse...

A Dr. Filipa Saudade e Silva, é uma antiga aluno da Licenciatura de CPRI da FCSH-UNL, pertenceu á direcção do NECPRI e como até hoje paga as suas cotas ainda é sócia, e por acaso muito activa. Foi a Dr Filipa Saudade e Silva que arranjou um dos patrocinios para as Jornadas de Estudos Politicos no ano passado, é também a dr Filipa quem nos informa de muitas conferencias, palestras, etc..
Só mesmo alguem que não colabora e nao conhece o nucleo pode ter dito o comentario triste como este. O NECPRI tem focalizado todos os esforços para o bem estar dos alunos de cpri e por isso incentiva o intercambio academico entre universidades, com o objectivo que não estejamos limitados somente á nossa faculdade.

Eva Oliveira disse...

Sim, o livro é bastante interessante e o autor credivel,mas a pergunta que ponho é: se se querem informar sobre o islão, porque é que não começam com uma leitura mais alargada e informativa no geral. Porque é que começam com um tema já tão polémico? Para se perceber o islamismo, tem que se ter um conhecimento de "background" já bastante vasto. Há tantos outros autores que escreveram livros fantásticos sobre o tema. Sim, não estão traduzidos para portugês, mas isso não é obstáculo. Edward Said, Abu Zaid, Albert Hourani, são outros autores, também bastante criticos, que têm obras fabulosas de esclarecimento neste campo. Acreditem, o islão e o islamismo não se estudam em cinco minutos, é um tema muito, muito vasto. Já o estudo há 7 anos. Fico feliz por vêr o interesse que se tem desenvolvido nestes últimos tempos no nosso paìs.
Uma estudante de ciências do Islão na Alemanha. Salam.